Captura de tela 2020-12-14 103241.png

O LIMITE EPISTÊMICO HUMANO

John Bolender (Organizador)
Este livro é sobre o fechamento cognitivo, também conhecido como limite epistêmico. Jerry Fodor escreveu que “Direi que uma teoria psicológica representa a mente como limitada epistemicamente se for uma conseqüência da teoria de que nossa organização cognitiva impõe restrições epistemicamente significativas às crenças que podemos entreter”. Tais limitações são frequentemente entendidas em termos de limites aos conceitos que a mente humana pode formar. Por exemplo, se alguém pode formar uma pergunta, como “Qual é a natureza intrínseca da causalidade?”, mas carece da capacidade cognitiva para responder à pergunta, simplesmente por causa de limitações inatas à natureza humana como tal, então uma tese de limite epistêmico é verdadeira. O limite epistêmico pode explicar porque a comunidade filosófica não conseguiu chegar a um consenso sobre as questões perenes da filosofia (por exemplo, livre arbítrio, causalidade, a possibilidade de conhecimento a priori, a natureza de consciência). Podemos ser capazes de fazer perguntas sobre, por exemplo, a natureza de livre arbítrio, mas podemos não ter as estruturas cognitivas necessárias para formar os conceitos necessários para responder a tais perguntas.



196p.


ISBN – 978-65-87424-90-3
DOI: 10.36592/9786587424903