Hegel e o liberal-comunitarismo

Henrique Raskin

A partir da filosofia de Hegel, a presente obra propõe uma solução conciliatória ao debate contemporâneo entre liberais e comunitaristas. Analisando a Fenomenologia do Espírito (1807), a Ciência da Lógica (1816) e a Filosofia do Direito (1821), busca desconstruir a suposta relação de exclusão mútua entre indivíduo e comunidade, a fim de demonstrar a codependência histórica entre ambos os conceitos. Trata-se de uma leitura dialética, que encontra na dinâmica da vida comunitária o motor para o próprio desenvolvimento do indivíduo e de suas liberdades, tão caras à escola do liberalismo e, ao mesmo tempo, tão vinculadas ao contexto social do qual emergiram. Assim, o autor apresenta uma história do liberalismo, em seus diferentes contextos espaço-temporais, e encontra, em Hegel, elementos comunitaristas do contexto alemão, que viriam a constituir um outro tipo de liberalismo.

160p.

 ISBN – 978-65-87424-25-5