Captura de tela 2020-12-14 103241.png

A democracia: uma urgência educativa

Draiton Gonzaga de Souza, Evandro Pontel, Jair Tauchen (Organizadores)
A obra coletiva, que ora temos a honra de apresentar, reúne as contribuições resultantes das pesquisas realizadas no âmbito do Projeto A democracia: uma urgência educativa em contextos multiculturais e multirreligiosos, apoiada pela Fondazione Gravissimum Educationis. A democracia representativa, modelo vigente e explicitado pela democracia partidária concorrencial, é considerada o principal instrumento político de acesso ao processo da tomada de decisão. No entanto, a crise da democracia representativa está presente tanto nas democracias originárias, nas quais já existe uma tradição nos processos eleitorais, como também nos países de democratização recente, como o Brasil. Nessas democracias, aparece a questão da problemática relação do Estado com o poder econômico, isto é, com a elite financeira e econômica, que quer determinar o rumo da agenda global, política e social, acarretando, em muitos casos, a preterição do bem comum e o favorecimento da economia. Para reverter essa tendência, o Estado deve fazer todo esforço a fim de que a economia tenha o seu próprio êxito e funcione dentro da regularidade planejada, promovendo a proteção e a liberdade da pessoa humana. As decisões acerca dos rumos da vida coletiva, dentro do modelo democrático, não pode ser prerrogativa de um grupo de poder, seja de capital financeiro ou capital intelectual, ou até mesmo outro tipo de poder, mas deve ser um direito de todos os cidadãos, um modelo inclusivo de democracia. Os textos dessa coletânea abordam com profundidade essas questões, que, além de muito atuais, são altamente relevantes.
Boas Leituras!



180p.


ISBN – 978-65-81110-26-0 
https://doi.org/10.36592/9786581110260